A vida está nos processos, não nos resultados

Viver é um processo. É estar em movimento. A vida é movimento, incessante e harmônico. Tudo no universo está em movimento e em constante vibração. O ser humano possui aspectos químicos, mentais e energéticos, e achar o equilíbrio entre esses aspectos é viver bem. Entretanto, nossa mente constantemente nos faz focar apenas no resultado das nossas ações.

Fazemos nossas tarefas pensando apenas no resultado final. Entretanto, o desfecho nem sempre depende de nós não é mesmo? Existem vários fatores externos envolvidos que estão além do nosso alcance. Porém, fazer as coisas do melhor jeito que podemos está 100% dentro do nosso domínio.

Geralmente, projetamos os resultados em um futuro estático, onde estaremos bem e felizes com o desfecho final. Esse futuro no entanto não chega, porque a vida não é estática, nem poderia ser. Viver é dinamismo. A chave é realizar nossas tarefas de vida buscando encontrar a alegria no processo de fazer, e não no resultado final das coisas. Podemos ter metas para nos guiar e sonhos para realizar, mas isso não deve ser o mais importante. O contentamento está em fazer as coisas bem feitas, de maneira harmônica, conectado com a sua respiração e com o mundo. Em estar autocentrado e consciente.

Isso nos leva diretamente ao desapego. Sendo a vida processos, devemos apreciá-los enquanto duram, deixando-os passar assim que acabam. Fazer isto é abrir espaço para os novos processos que começam a seguir, que devemos conduzir com plenitude. Quando nos apegamos a um processo que já passou, nossa mente se acorrenta ao passado e consequentemente não nos permitimos estar inteiramente presentes no novo processo que acaba de começar. Se nos apegamos aos resultados, vemos que não é possível desfrutá-los de maneira estática como projetamos em nossa mente. Entretanto, aproveitamos sim os frutos do nosso trabalho no novo ciclo que se inicia a seguir.

Entender que a vida é cíclica e que tudo é transitório é a chave para viver em harmonia e equilíbrio em um mundo turbulento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *