Você não é tão importante assim (e isso é muito bom)

Basta a mãe natureza estalar os dedos e pronto: você já era, ao menos a vida do seu corpo físico. É muito provável que fora do seu país de origem, ninguém vai sentir a sua falta. Na verdade, o mundo vai seguir perfeitamente em ordem, de forma geral, sem você.

Parece um pouco negativo, não? Mas pense bem: se você não é tão importante por que perder tempo se preocupando demais com status, bens materiais e com a opinião dos outros, enquanto você pode amar as pessoas como elas são, dar boas risadas, conhecer lugares e culturas? Enquanto você pode apreciar a vida como ela é.

Não estou dizendo que a vida humana não importa. Toda vida tem valor e você faz parte do universo e de seu propósito. Mas quando nos apegamos demais a coisas passageiras, perdemos a leveza e a alegria natural que temos dentro do nosso ser. Moramos em um grão de pó suspenso num raio de sol, como disse Carl Sagan, que segue refletindo: “Para mim, destaca a nossa responsabilidade de sermos mais amáveis uns com os outro, e para preservarmos e protegermos o “pálido ponto azul”, o único lar que conhecemos até hoje.”

Reflita e curta sua vida como ela é, e não como você gostaria que fosse. Dê valor àquelas coisas que costumam passar despercebidas, como ter o privilégio de ver e ouvir tantas coisas e rir com as pessoas que você ama. Como resultado de suprimir as coisas simples, deixamos escapar a felicidade que elas contém. A vida é um espetáculo que temos o privilégio de contemplar.

Você precisa de férias

Bertrand Russell diz que, quando achamos que o que nós estamos fazendo é muito importante, é porque que precisamos de férias. Entretanto, entendo que não sejam apenas férias formais. Precisamos de férias todos os dias. Apreciar um tempo desligado de tudo, fazendo coisas que nos fazem bem, como tomar uma xícara de café ou praticar um hobby. Precisamos de um tempo sem fazer nada: permitindo que sejamos exatamente como somos, sem julgamentos. Dê férias também ao seu crítico interno, que muitas vezes tira a leveza e a criatividade da sua vida.

Está com vontade de meditar e não tem tempo? Posso postar aqui algumas dicas de atividades que podemos fazer como meditação. Comente se acha uma boa. 🙂

Um grande abraço a todos!

8 respostas a “Você não é tão importante assim (e isso é muito bom)”

  1. Simmmm, quero todas as suas dicas. Amo seus artigos. Termino de ler e já estou ansiosa esperando o próximo. Algumas pessoas possuem o dom da palavra, outras da escrita, você consegue, com seus textos, emocionar e motivar ao mesmo tempo. Muita gratidão por ter encontrado você em minha vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *